sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Filme: Seu Nome é Jonas X Realidade Hoje


O filme retrata a vida de Jonas, um menino surdo, que ficou três anos internado em uma instituição para deficientes mentais. Durante este período, com um diagnóstico errado, o menino que não se comunicava com o mundo por simplesmente não escutar e não conseguir se comunicar com as pessoas, era considerado retardado e não teve, enquanto internado, nenhum preparo para aperfeiçoar sua comunicação.
Comparando a história do filme com os dias de hoje, sabemos que ainda há discriminação por parte da sociedade e que a Comunidade Surda enfrenta muitas dificuldades, pois muitas vezes não são compreendidos, são vistos como doentes e incapazes. A falta de intérpretes é um problema sério. Na escola regular não é muito diferente, quando incluído não há profissional treinado para atendê-lo. E nem recursos adequados.
Ainda há demora no diagnóstico, pois muitas vezes a família nem percebe logo ou não quer perceber a surdez daquela criança e a encaminha para uma escola, para que ela seja incluída junto de crianças ouvintes.
A caminhada pela inclusão é longa. Começa com a luta pela igualdade de comunicação. A língua brasileira de sinais deveria ser obrigatória como qualquer outra disciplina do ensino regular, objetivando erradicar a discriminação e o preconceito.

3 comentários:

Simone disse...

Oi Berna, muito legal essa tua postagem. Integras o relato do filme com as tuas reflexões sobre os desafios da inclusão de pessoas surdas na escola. Abração!!

leninha disse...

oi colega,li seu resumo pq tava procurando algo sobre o filme. concordo com vc, principalmente quando diz que libras deveria ser uma disciplina como outra qualquer, afinal é bem mais comum estudarmos com surdos que com americanos e espanhóis. Tou apaixonada pela língua de sinais, + falta professores, interprete, cursos.Hoje em dia as pessoas disfarçam melhor que na época do filme,porém o preconceito é o mesmo, a falta de conhecimento também é enorme, eu ñ conhecia a beleza que a comunidade surda tem,há somente 6 meses abrir os olhos para essa realidade, tou totalmente apaixonada por LIBRAS.

Rafael disse...

muito legal
vai me ajudar muito no meu trabalho da universidade